ANÁLISE E PREVENÇÃO DO RISCO FISCAL DE ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS

Auditoria documental nos departamentos da igreja:
Trata-se de realização de uma análise, por amostragem, dos diversos tipos de documentos e de funções produzidas e realizadas dentro e fora da instituição com vistas a realização de um diagnóstico técnico que aponte caminhos e recomendações objetivas para saneamento da entidade.

Objetivos

  1. Identificar fragilidades fiscais, com base na legislação vigente que possam causar danos fiscais à organização ou aos seus gestores;
  2. Corrigir os desvios encontrados prevenindo-se à ação fiscal;
  3. Treinar a equipe interna (diaconia) para agir de forma a erradicar a ocorrência de desvios fiscais;
  4. Definir roteiros e padrões de procedimento que ajudem a prevenir o risco fiscal;
  5. Treinar os diretores para empreender práticas administrativas que manutencione a saúde fiscal da empresa;

Como Funciona:

Etapa 1 - Pesquisa Interna (até 25 dias):

  1. Levantar os documentos dos últimos 05 (cinco) anos;
  2. Realizar entrevistas com a gestão Fiscal, Financeira, Administrativa da organização;
  3. Catalogar as áreas de ação

Etapa 2 – Pesquisa Legal e setorial Interna (até 20 dias):

  1. Pesquisar qual a legislação específica do setor;
  2. Pesquisar quais as demandas fiscais do setor;
  3. Pesquisar quais os incentivos e oportunidades fiscais do setor;
  4. Entrevista com a gestão sobre os rumos e objetivos da organização.

Etapa 3 – Análise da Documentação e Pesquisas Externas (até 60 dias);

  1. Avaliação da Estrutura Contábil;
  2. Avaliação da Estrutura Constitucional;
  3. Avaliação da Estrutura Fiscal;
  4. Efetuar cruzamentos fiscais x financeiros de informações.

Etapa 4 – Emissão de Relatório e Conclusão

  1. Finalização dos trabalhos e relatórios;
  2. Reunião com os gestores para explicitar o Nível de Risco Fiscal da Empresa;
  3. Definição das estratégias de correção;
  4. Reunião com o responsável pela contabilidade para apontar as irregularidades encontradas e combinar a forma e prazo de regularização;

Etapa 5 – Capacitação de Equipe e Finalização

  1. Definir procedimentos e roteiros para erradicação dos erros que aumentam o risco fiscal;
  2. Definir responsabilidades e prazos;
  3. Treinamento dos responsáveis segundo a área de responsabilidade;
  4. Definição de cronograma de execução e auditoria periódica.