Paternidade é oferecida x O paternalismo é imposto;

A Paternidade respeita x O paternalismo humilha;

A paternidade busca a realização do filho x O paternalismo sua própria satisfação;

A paternidade se alegra quando deixa de ser necessária x O paternalismo acredita ser sempre indispensável;

A paternidade responde às necessidades e expectativas do filho x O paternalismo está a serviço de suas próprias necessidades.”

Trecho do livro “O Reino Entre Nós”, de Mauricio Cunha

Paternidade:
O Propósito eterno, baseia-se em Paternidade, uma relação de íntima entre Deus e o discípulo, conduzindo-o à semelhança de seu filho primogênito,Através da relação de paternidade Deus dá ao homem sua identidade, seu novo nome (Apocalipse 2.12-17),
Nesse contexto, somos irmãos e responsáveis por ensinar os mais novos a guardar TODAS as coisas que o nosso MANO MAIS VELHO nos ordenou,
Através da Paternidade, Deus transfere ao homem a masculinidade restaurada em Cristo Jesus em toda sua essência e os irmãos são cooperadores (encorajando e dando exemplos) desse projeto.

Paternalismo

Um líder perfeccionista, acompanha o passo a passo do liderado, impedindo que a pessoa erre. No entanto, seu alvo não é o outro, mas atender seu próprio deleite, expectativa ou ideal,
O ”protetor” busca realizar-se na relação gerando dependência emocional,A quebra do ideal em ambas as partes gera uma anomalia na fé, permitindo a subversão e quebra de princípios,
O paternalismo faz com que o ”protetor” seja tutor e não mentor de quem deveria ser seu irmão.

”Quando não se conhece o propósito, o abuso é inevitável”. Miles Munroe

Efeitos do Paternalismo

1. O protegido fica dependente da figura paternalista,2. O protegido não se compromete com responsabilidade,3. A relação paternalista pretende exclusividade e não passa por Cristo,4. A relação paternalista tem sua base no julgamento sistêmico e carnal, gerando dissensões e divisões,5. A relação paternal é baseada no direito pessoal, por isso tem seu momento máximo na decepção com o outro,
6. Paternalismo é uma doença,7. Trabalha contra o propósito eterno de Deus porque pretende na relação intima pôr o “pai substituto” no lugar de quem deveria ser o verdadeiro pai do nosso irmão,8. Paternalismo forma débeis e não filhos experimentados em toda boa obra.

Categorias: Ministério

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *